Nua Propriedade de Apartamento 191 m² - Campo Grande - Santos - SP - J20234

Nua Propriedade de Apartamento 191 m² - Campo Grande - Santos - SP
Este leilão foi finalizado.
Veja outros Leilões de Imóveis ou Leilões de Apartamentos disponíveis.
FINALIZADO
2a Praça
  • Leilão Judicial
  • Leilão:
    ML08304
  • Lance inicial:
    R$ 676.355,85
  • Último lance:
    R$ 0,00
  • Incremento:
    R$ 5.000,00
  • Localização:
    Santos, SP
  • Inicio:
    27/03/2018 às 17:00:00
  • Término:
    17/04/2018 às 17:00:00
  • 797 0
Localização Rua Espírito Santo, 126, Campo Grande, Santos, SP
Vara 11ª Vara Cível do Foro da Comarca de Santos/SP
Fórum 11ª Vara Cível do Foro da Comarca de Santos/SP
Número do processo 0018781-82.2013.8.26.0562
Autor CONDOMÍNIO EDIFÍCIO NAZARÉ
Réu DILSON AUGUSTO DUARTE
Descrição
A Nua Propriedade que o executado possui sobre o Imóvel da Matrícula nº 37.283 do 3º Cartório de Registro de Imóveis da Comarca de Santos/SP - IMÓVEL: O apartamento nº 91, localizado em parte no 9º andar ou 10º pavimento e parte no pavimento de cobertura do Edifício Residencial Nazaré, que recebeu o nº 126 da Rua Espírito Santo, contendo no 9º andar ou 10º pavimento: uma suíte, 02 dormitórios, sendo um com terraço, banheiro, hall de circulação interna, sala com escadaria de acesso ao pavimento superior, cozinha com entrada de serviço, área de serviço, quarto e wc de empregada; no pavimento de cobertura, contém: terraço descoberto, banheiro, salão e copa, pelo 9º andar ou 10º pavimento, confronta na frente com o hall de circulação do pavimento, por onde tem sua entrada principal, escadaria e apartamento 94; do lado direito com o apartamento de cobertura 92; do lado esquerdo com a área de recuo lateral direita do prédio, e nos fundos com a área de recuo fronteiriça à Rua Espírito Santo, pelo pavimento de cobertura, confronta na frente com o hall de circulação do pavimento, por onde tem sua entrada e escadaria, do lado direito com a cobertura do apartamento 92, do lado esquerdo com a área de recuo lateral direita do prédio, e nos fundos com a área de recuo fronteiriça à Rua Espírito Santo, tendo compreendido nos 02 pavimentos, a área útil de 191,35 m2, área comum de 74,24 m2, no total de 265,59 m2; pertencendo-lhe tanto no terreno como nas demais partes comuns, uma fração ideal equivalente a 4,892% do todo. É de propriedade desse apartamento e ao mesmo ficam vinculadas: a garagem nº 36, localizada no mezanino, confronta na frente com a área de manobra, do lado direito com a garagem nº 37, do lado esquerdo com a garagem nº 35, e nos fundos com a parede do prédio, e a garagem nº 37, localizada no mezanino, confronta na frente com a área de manobra, do lado direito com a garagem nº 31, do lado esquerdo com a garagem nº 36, e nos fundos com a parede do prédio. Consta no R.3 desta matrícula o usufruto em favor de DILSON AUGUSTO DUARTE e sua cônjuge WANDA DIAS DUARTE. Consta na Av.4 desta matrícula que foi decretada a indisponibilidade de 25% da nua propriedade do imóvel nos autos da Ação de Medida Cautelar Fiscal, Processo nº 0005799-74.201.403.6104, em trâmite na 5ª Vara Federal da Comarca de Santos/SP. Consta na Av.5 desta matrícula que nos autos da Ação Trabalhista, Processo nº 00002549420125020446, em trâmite na 6ª Vara do Trabalho da Comarca de Santos/SP, requerida por EDSON SILVA FARIAS contra DAD INDUSTRIAL LTDA, foi penhorado o imóvel objeto desta matrícula, sendo nomeado depositário DIEGO MARLUCIO AUGUSTO DUARTE. Consta na Av.7 desta matrícula que nos autos da Execução Trabalhista, Processo nº 0800/2007, em trâmite na 4ª Vara do Trabalho da Comarca de Cubatão/SP, requerida por JOSÉ CARLOS MARTINS MACHADO contra DILSON AUGUSTO DUARTE FILHO, foi penhorado o imóvel objeto desta matrícula, sendo nomeado depositário o executado. Consta na Av.8 desta matrícula que nos autos da Execução Trabalhista, Processo nº 1435/2010, em trâmite na 4ª Vara do Trabalho da Comarca de Cubatão/SP, requerida por JOÃO BATISTA DE SOUZA contra SILVIA ALESSANDRA AUGUSTO DUARTE e outros, foi penhorada parte ideal (50%) do imóvel objeto desta matrícula, sendo nomeado depositário DIEGO MARLUCIO AUGUSTO DUARTE. Consta na Av.9 desta matrícula que nos autos da Execução Trabalhista, Processo nº 0174/2014, em trâmite na 1ª Vara do Trabalho da Comarca de Santos/SP, requerida por LINCOLN FELICIANO DA SILVA NASCIMENTO contra DIEGO MARLUCIO AUGUSTO DUARTE e outro, foi penhorada parte ideal (25%) do imóvel objeto desta matrícula, sendo nomeado depositário DIEGO MARLUCIO AUGUSTO DUARTE. Consta na Av.10 desta matrícula que nos autos da Execução Trabalhista, Processo nº 00009730520145020447, em trâmite na 7ª Vara do Trabalho da Comarca de Santos/SP, requerida por DANILO ALVES DE ARAÚJO contra DIEGO MARLUCIO AUGUSTO DUARTE, foi penhorado o imóvel objeto desta matrícula, sendo nomeado depositário o executado. Consta na Av.11 desta matrícula que nos autos da Execução Trabalhista, Processo nº 00011558820145020447, em trâmite na 7ª Vara do Trabalho da Comarca de Santos/SP, requerida por DANIEL CALAZANS DE FRANÇA contra DILSON AUGUSTO DUARTE, foi penhorado o imóvel objeto desta matrícula, sendo nomeado depositário o executado. Consta na Av.13 desta matrícula que nos autos da Execução Trabalhista, Processo nº 13562010, em trâmite na 1ª Vara Federal do Trabalho da Comarca de Cubatão/SP, requerida por DANILO ALVES DE ARAÚJO contra DIEGO MARLUCIO AUGUSTO DUARTE e outros, foi penhorado o imóvel objeto desta matrícula, sendo nomeado depositário DIEGO MARLUCIO AUGUSTO DUARTE. Consta na Av.14 desta matrícula que nos autos da Execução Trabalhista, Processo nº 245/15, em trâmite na 4ª Vara Federal do Trabalho da Comarca de Santos/SP, requerida por REGIVALDO BOAVENTURA VALADÃO contra DILSON AUGUSTO DUARTE, foi penhorado o imóvel objeto desta matrícula, sendo nomeado depositário o executado. Consta na Av.16 desta matrícula que nos autos da Execução Trabalhista, Processo nº 47/2011, em trâmite na 1ª Vara do Trabalho da Comarca de Cubatão/SP, requerida por EDILTON ALVES DA COSTA contra DIEGO MARLUCIO AUGUSTO DUARTE e outros, foi penhorado o imóvel objeto desta matrícula, sendo nomeado depositário DAD ENGENHARIA E SERVIÇOS LTDA. Consta na Av.17 desta matrícula que nos autos da Execução Trabalhista, Processo nº 0673/2015, em trâmite na 6ª Vara do Trabalho da Comarca de Santos/SP, requerida por AMARO FERNANDES DA SILVA contra DAD ENGENHARIA E SERVIÇOS LTDA, foi penhorado o imóvel objeto desta matrícula, sendo nomeado depositário DILSON AUGUSTO DUARTE FILHO. Consta na Av.18 e Av.19 desta matrícula que nos autos da Execução Trabalhista, Processo nº 00001668220145020447, em trâmite na 7ª Vara do Trabalho da Comarca de Santos/SP, requerida por ALEX MACHADO DE PAULA contra SILVIA ALESSANDRA AUGUSTO DUARTE e outros, foi penhorada parte ideal (25% de propriedade de SILVIA ALESSANDRA AUGUSTO DUARTE + 25% de propriedade de DIEGO MARLUCIO AUGUSTO DUARTE) do imóvel objeto desta matrícula, sendo nomeado depositário DIEGO MARLUCIO AUGUSTO DUARTE. Consta na Av.23 desta matrícula que nos autos da Execução Civil, Processo nº 0010906-68.2013.8.26.0010, em trâmite na 2ª Vara Civil do Foro Regional de Ipiranga da Comarca de São Paulo/SP, requerida por UNIÃO MÁXIMA DE ENSINO LTDA - ME contra SARA VIVIANE AUGUSTO DUARTE, foi penhorada parte ideal (25%) do imóvel objeto desta matrícula, sendo nomeado depositário a executada. Contribuinte nº 55.014.025.033 (conf. Av.1). Consta no site da Prefeitura de Santos/SP débitos em Dívida Ativa no valor de R$ 37.796,33 e débitos de IPTU no valor de R$ 4.512,48 (01/02/2018). Débitos desta ação no valor de R$ 139.551,86 (setembro/2017).
Valor de Avaliação: R$ 845.444,81 (Oitocentos e quarenta e cinco mil, quatrocentos e quarenta e quatro reais e oitenta e um centavos) em 4/2018, que será atualizado até a data da alienação conforme tabela de atualização monetária do TJ/SP.

A descrição dos lotes é uma cópia fiel das informações fornecidas pelos cartórios, comitente ou outro órgão responsável. Os bens serão vendidos no estado em que se encontram. Reservamo-nos o direito de corrigir possíveis erros de digitação.

Aquele que tentar fraudar a arrematação, além da reparação do dano na esfera cível - arts. 186 e 927 do Código Civil - ficará sujeito as penalidades do artigo 358 do Código Penal: Art. 358 - Impedir, perturbar ou fraudar arrematação judicial; afastar ou procurar afastar concorrente ou licitante, por meio de violência, grave ameaça, fraude ou oferecimento de vantagem: Pena - detenção, de 2 (dois) meses a 1 (um) ano, ou multa, além da pena correspondente à violência.
UsuárioAutomático PlacaCriado em Valor do lance ComissãoTotal
Nenhum resultado encontrado.
DescriçãoUsuárioCriado em
Nenhum resultado encontrado.