Galpões 17.159 m² - Parque Industrial Jurumirim - Avaré - SP - J26428

Este leilão foi finalizado.
Veja outros Leilões de Imóveis ou Leilões de Galpões disponíveis.
FINALIZADO
2a Praça
  • Leilão Judicial
  • Leilão:
    ML09786
  • Lance inicial:
    R$ 3.553.858,86
  • Último lance:
    R$ 0,00
  • Incremento:
    R$ 10.000,00
  • Localização:
    Avaré, SP
  • Inicio:
    21/11/2018 às 14:30:00
  • Término:
    12/12/2018 às 14:30:00
  • 1104 0
Localização Avenida Anápolis, 950, Parque Industrial Jurumirim, Avaré, SP
Vara 2ª Vara Cível do Foro da Comarca de Avaré/SP
Fórum 2ª Vara Cível do Foro da Comarca de Avaré/SP
Número do processo 0012803-44.2010.8.26.0073
Autor ARROZAL 33 S/A
Réu HATA INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA
Descrição
MATRÍCULA Nº 9.937 DO CARTÓRIO DE REGISTRO DE IMÓVEIS DA COMARCA DE AVARÉ/SP - IMÓVEL: Um Imóvel Urbano consistente de um terreno com a área de 17.159,00 metros quadrados, localizado na Vila São Lourenço - Parque Industrial Jurumirim - Bairro Pinheiro Machado, neste município e comarca de Avaré contendo o terreno as seguintes divisas e confrontações: Inicia-se na confrontação com a propriedade de João Antonio Santos e a Rua Anápolis e segue ao longo desta percorrendo a distância de 179,50m, deste ponto deflete à esquerda e segue na confrontação com Rodolfo José Keller percorrendo a distancia de 50,00m, deste ponto deflete à esquerda e segue por uma distância de 47,00m na confrontação com a propriedade de Josefa Amicci Ferrante; deste ponto deflete à direita e segue na mesma confrontação por uma distância de 6,50m; daí deflete à esquerda e segue ainda na mesma confrontação por uma distância de 103,00m deste ponto segue em frente por mais 42,00m; agora na confrontação com a propriedade de Jorge Gonçalves Serodio; deste ponto deflete à esquerda e percorre a distância de 32,40m na confrontação com a propriedade de Alfredo Lourenço; deste ponto deflete à esquerda e segue na confrontação com a propriedade, de Francisco Rubio Carrasco por uma distância de 10,40m; daí deflete à direita e segue na mesma confrontação percorrendo a distância de 25,60m; deste ponto cruza a Rua Ouro Branco na extensão de 12,35m e segue por mais 40,00m na confrontação com a propriedade de Brás Antonio de Oliveira, deste ponto segue no mesmo alinhamento por uma distância de 38,50m na confrontação com a propriedade de João Antonio Santos até encontrar o ponto onde teve início a presente descrição, perfazendo a área de 17.159,00 metros quadrados. Consta na Av.4 desta matrícula que no imóvel matriculado sob nº 0425 do Lº 2 com 10.612,00 m2, constam benfeitorias seguintes: Um prédio de armazém para ensacados em 7,00m de pé direito e 2.700 m2 de área construída, em alvenaria com fundações em sapatas; piso cimentado, cobertura de telhas, de alumínio sobre estrutura em arcos, mais instalação elétrica de força e iluminação; Uma guarita para abrigar o braço da balança com 4,70 m2, de área construída e um poço em concreto armado, para balança, medindo 18,00 X 3,00m; Um prédio para vestiários, sanitários, e refeitórios em alvenaria, com 176,4 m2, de área construída; Um prédio para administração em alvenaria com 240,00 m2 de área construída; Uma cisterna subterrânea com 15,00 litros de capacidade, construída em concreto armado; uma cerca de tela com 300 m de extensão, fixada em mourões de concreto; Uma cabine de medição e transformação construída de alvenaria. Totalizando as benfeitorias em 3.689,39 m2. Consta na Av.8 desta matrícula a unificação dos imóveis matriculados sob nºs 0425, 0810, 0811, 1.047, 1.372, 1.373, 1.839 e 1938 do Lº 2, constituindo hoje um só todo com a área total de 17.159,00. Consta na Av.9 desta matrícula que no terreno retro descrito e caracterizado consta a Edificação de um Armazém com 1.422,56m2 de área construída, com frente para a Avenida Anápolis. Consta na Av.12 desta matrícula que no terreno retro descrito e caracterizado consta a Edificação de um galpão para manutenção com 450,00m2 e pé direito de 5,00m. Consta no R.23 desta matrícula que nos autos da Ação de Execução de Título Extrajudicial (Processo 1.558/97), em trâmite na 1ª Vara Cível de Avaré, movida por DIBENS LEASING S/A ARRENDAMENTO MERCANTIL contra HATA INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA e outro, o imóvel objeto desta matrícula foi penhorado, sendo nomeado depositário DOMINGOS HATA. Consta no R.24 desta matrícula que nos autos da Ação de Execução de Título Extrajudicial (Processo 176/98), em trâmite na 2ª Vara Cível de Avaré, movida por BANCO BAMERINDUS DO BRASIL S/A, sob intervenção do Banco Central, contra HATA INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA e outros, o imóvel objeto desta matrícula foi penhorado, sendo nomeado depositário VICENTE HATA. Consta na Av.25 desta matrícula que proprietária HATA INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA teve sua denominação social alterada para NOVA-HATA HABITACIONAL E MELHORAMENTOS LTDA. Consta no R.26 desta matrícula que a proprietária NOVA HATA HABITACIONAL E MELHORAMENTOS LTDA vendeu o imóvel objeto desta matrícula à MV EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS LTDA. Consta na Av.27 desta matrícula que o imóvel tem origem nas seguintes matrículas: nº 425, nº 810, nº 811, nº 1.047, nº 1.372, nº 1.373, nº 1.839, nº 1.938 e nº 6.115. Consta na Av. 28 desta matrícula que nos autos da ação supra foi determinada a ineficácia da alienação constante do R-26 desta matrícula, em virtude da referida alienação ter sido efetuada em fraude à execução. Consta na Av.29 desta matrícula a penhora exequenda do imóvel objeto desta matrícula, sendo nomeado depositário DOMINGOS HATA. Consta na Av-30 desta matrícula a retificação do R-23 desta matrícula, para constar que o polo ativo da ação passa a ser MK COMÉRCIO DE AVIAMENTOS EIRELI – ME. Consta Penhora no Rosto destes Autos oriunda da 1ª Vara Cível do Foro da Comarca de Avaré/SP, extraída do Processo nº 0006959-70.1997.8.26.0073 – Ordem 1102/2008, sobre os direitos da parte executada até o limite de R$ 1.445.683,18 (março/2018).
Valor de Avaliação: R$ 7.107.717,72 (Sete milhões, cento e sete mil, setecentos e dezesete reais e setenta e dois centavos) em 12/2018, que será atualizado até a data da alienação conforme tabela de atualização monetária do TJ/SP.

A descrição dos lotes é uma cópia fiel das informações fornecidas pelos cartórios, comitente ou outro órgão responsável. Os bens serão vendidos no estado em que se encontram. Reservamo-nos o direito de corrigir possíveis erros de digitação.

Aquele que tentar fraudar a arrematação, além da reparação do dano na esfera cível - arts. 186 e 927 do Código Civil - ficará sujeito as penalidades do artigo 358 do Código Penal: Art. 358 - Impedir, perturbar ou fraudar arrematação judicial; afastar ou procurar afastar concorrente ou licitante, por meio de violência, grave ameaça, fraude ou oferecimento de vantagem: Pena - detenção, de 2 (dois) meses a 1 (um) ano, ou multa, além da pena correspondente à violência.
UsuárioAutomático PlacaCriado em Valor do lance ComissãoTotal
Nenhum resultado encontrado.
DescriçãoUsuárioCriado em
Nenhum resultado encontrado.