Apartamento 106 m² - Ponta da Praia - Santos - SP - J24887

Este leilão foi finalizado.
Veja outros Leilões de Imóveis ou Leilões de Apartamentos disponíveis.
FINALIZADO
2a Praça
  • Leilão Judicial
  • Leilão:
    ML09437
  • Lance inicial:
    R$ 481.733,64
  • Último lance:
    R$ 0,00
  • Incremento:
    R$ 5.000,00
  • Localização:
    Santos, SP
  • Inicio:
    27/09/2018 às 14:30:00
  • Término:
    17/10/2018 às 14:30:00
  • 2569 0
Localização Rua República do Equador, 12, Ponta da Praia, Santos, SP
Vara 1ª Vara Cível do Foro da Comarca de Santos/SP
Fórum 1ª Vara Cível do Foro da Comarca de Santos/SP
Número do processo 0015339-79.2011.8.26.0562
Autor CONDOMÍNIO EDIFÍCIO RESIDENCIAL MARSELHA
Réu LUISI VAN OPSTAL NASCIMENTO DE SOUZA e outro
Descrição
MATRÍCULA Nº 76.352 DO 2º CARTÓRIO DE REGISTRO DE IMÓVEIS DA COMARCA DE SANTOS/SP – IMÓVEL: Apartamento nº 32, localizado no 3º Pavimento do Edifício Residencial Marselha, situado à Rua República do Equador, nº 12, confrontando pela frente com o espaço da área de recuo da Rua República do Equador, de um lado com os apartamentos de final 1, de outro lado e nos fundos com área livre do condomínio, ao qual fica vinculada a garagem nº 07, localizada no subsolo, tendo a área útil de 106,110 m2, área comum de 66,281 m2, no total de 172,391 m2, pertencendo-lhes no terreno uma fração ideal equivalente a 4,428% ou 25,579 m2. Consta na AV.05 desta matrícula que nos autos da Execução Fiscal nº 3165/2003, em trâmite na 1ª Vara da Fazenda Pública de Santos/SP, requerida por Prefeitura Municipal de Santos contra Silvestre Luiz de Souza, foi penhorado o imóvel objeto desta matrícula, sendo nomeado depositário o executado. Consta na AV.6 desta matrícula a penhora exequenda do imóvel objeto desta matrícula, sendo nomeada depositária LUISI VAN OPSTAL NASCIMENTO DE SOUZA. Contribuinte n° 89.010.003.006. Consta no site da Prefeitura de Santos/SP, débitos na Dívida Ativa/IPTU no valor de R$ 131.222,87, e débitos de IPTU para o exercício atual no valor de R$ 3.690,59 (13/08/2018). Será levado à Leilão, a totalidade do imóvel que os executados e coproprietários possuem. Conforme artigo 843 do CPC, a meação dos coproprietários alheios à execução recairá sobre o produto da alienação do bem. Débitos desta ação no valor de R$ 192.881,57 (julho/2018).

Valor de Avaliação: R$ 602.167,05 (Seiscentos e dois mil, cento e sessenta e sete reais e cinco centavos) em 10/2018, que será atualizado até a data da alienação conforme tabela de atualização monetária do TJ/SP.

A descrição dos lotes é uma cópia fiel das informações fornecidas pelos cartórios, comitente ou outro órgão responsável. Os bens serão vendidos no estado em que se encontram. Reservamo-nos o direito de corrigir possíveis erros de digitação.

Aquele que tentar fraudar a arrematação, além da reparação do dano na esfera cível - arts. 186 e 927 do Código Civil - ficará sujeito as penalidades do artigo 358 do Código Penal: Art. 358 - Impedir, perturbar ou fraudar arrematação judicial; afastar ou procurar afastar concorrente ou licitante, por meio de violência, grave ameaça, fraude ou oferecimento de vantagem: Pena - detenção, de 2 (dois) meses a 1 (um) ano, ou multa, além da pena correspondente à violência.
UsuárioAutomático PlacaCriado em Valor do lance ComissãoTotal
Nenhum resultado encontrado.
DescriçãoUsuárioCriado em
Nenhum resultado encontrado.